"Já que o mundo se encaminha para um delirante estado de coisas, devemos nos encaminhar para um ponto de vista delirante. Mais vale perecer pelos extremos do que pelas extremidades" Jean Baudrillard

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Há um limite? Um ponto de inflexão em que o trabalho sociológico se converte em Heresia?

Há, de fato, em todos esses grupos, um ponto além do qual nenhum de seus membros pode avançar em sua alienação (Distanzierung) sem parecer e, no que diz respeito ao grupo, sem se tornar um perigoso herético, não importa o quanto suas idéias ou teorias possam ser consistentes, internamente e em relação aos fatos observados, nem o quanto possam estar próximas daquilo que denominamos "verdade". (Elias, Envolvimento e Alienação, p.124)

Nenhum comentário:


Complexidade de um mundo carente de inteligibilidade sobre suas próprias questões...