"Já que o mundo se encaminha para um delirante estado de coisas, devemos nos encaminhar para um ponto de vista delirante. Mais vale perecer pelos extremos do que pelas extremidades" Jean Baudrillard

sábado, 17 de abril de 2010

Pausa Sociológica (aproveitem e façam downloads)

Trata-se de um novo e diferente poeta concretista baiano:


lerbas



pro nosso amor 
que esse dia-a-dia adia 
tenho um abridor de lutas 
esperando só seu peito. 

não sou o dono. 
mais um amante da verdade: 
dias mulheres virão. 
toda nudez será castidade. 

jemes martins

Nenhum comentário:


Complexidade de um mundo carente de inteligibilidade sobre suas próprias questões...