"Já que o mundo se encaminha para um delirante estado de coisas, devemos nos encaminhar para um ponto de vista delirante. Mais vale perecer pelos extremos do que pelas extremidades" Jean Baudrillard

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Indicação CBS de filme: Saló ou os 120 Dias de Sodoma [Salò o le 120 giornate di Sodoma] (1975) DVDRip

Não vou comentar absolutamente nada... Vejam por vocês mesmos!






Sinopse:
Uma das obras mais perturbadoras da história do cinema, provoca até hoje a ira em muitos de seus espectadores. Baseado livremente em histórias de Marquês de Sade ("Círculo de Manias", "Círculo da Merda" e "Círculo do Sangue"), passa-se na Itália controlada pelos nazistas, onde quatro libertários fascistas sequestram 16 jovens e os aprisionam em uma mansão com guardas. A partir daí, eles passam a ser usados como fonte de prazer, masoquismo e morte.


Ficha Técnica:

Título original: Salò o le 120 giornate di Sodoma
Gêneros: Drama, Terror, Guerra
País de origem: Itália | França
Tempo: 116min
Ano: 1975
Direção: Pier Paolo Pasolini


Elenco:

Paolo Bonacelli (The Duke)
Umberto Chessari (Male Victim)
Franco Merli (Male Victim)
Claudio Cicchetti (Male Victim)
Antonio Orlando (Male Victim)
Bruno Musso (Male Victim)
Sergio Fascetti (Male Victim)
Sonia Saviange (The Pianist)
Hélène Surgère (Signora Vaccari)
Elsa De Giorgi (Signora Maggi)
Caterina Boratto (Signora Castelli)
Aldo Valletti (The President)
Umberto P. Quintavalle (The Magistrate)
Giorgio Cataldi (The Bishop)
Lamberto Book (Male Victim)


Dados Do Arquivo

Tamanho: 1.37 GB
Qualidade: DVDRip
Legenda: Pt-Br

4 comentários:

Giovanni Gouveia disse...

esse é o filme mais trash ever... :)

Círculo Brasileiro de Sociologia disse...

trash é bom ou ruim? :P

Giovanni Gouveia disse...

Bem, eu gosto de Megadeth :)))

Desde ontem tô mergulhado neste blog, caro colega, terminei de ver todas as entradas agora.
Phoda que nesse computador eu não entro no 4share...

Círculo Brasileiro de Sociologia disse...

Aproveite pois estão tentando derrubar o site...


Complexidade de um mundo carente de inteligibilidade sobre suas próprias questões...