"Já que o mundo se encaminha para um delirante estado de coisas, devemos nos encaminhar para um ponto de vista delirante. Mais vale perecer pelos extremos do que pelas extremidades" Jean Baudrillard

terça-feira, 20 de julho de 2010

Norbert Elias - Os Alemães by Letras USP

Um livro sensacional em que percebemos o vigor da sociologia processual de Norbert Elias. Leitura obrigatória para os neófitos da sociologia e para os decadentes donos das cátedras de sociologia que insistem em dizer - de maneira barbaramente equivocada - que Norbert Elias é um evolucionista imprestável.  
______________________________________________________________

"Caso se quisesse tentar reduzir o problema-chave de qualquer processo civilizador à sua fórmula mais simples, então poder-se-ia dizer que é o problema de como as pessoas conseguem satisfazer suas necessidades animalescas elementares, sem reciprocamente se destruírem, frustrarem, humilharem ou de algum outro modo causarem repetidos danos umas às outras em busca dessa satisfação — em outras palavras, sem que a realização das necessidades elementares de uma pessoa ou grupo de pessoas seja obtida à custa das de uma outra pessoa ou grupo. Em níveis mais incipientes do desenvolvimento social, as pessoas tinham inteiramente como aceites o seu próprio modo de vida e as suas próprias convenções sociais. Só muito mais tarde no desenvolvimento da humanidade e em especial em nosso próprio tempo, quando as pessoas adquiriram uma consciência cada vez maior de que os padrões de vida humana são sumamente diversos e mutáveis, é que isso passou a ser um problema. Só então, puderam as pessoas tentar explicar e examinar, num nível superior de reflexão, as mudanças não planejadas nesses padrões sociais e tentar planejar mudanças futuras a longo prazo." (p.42)



Nenhum comentário:


Complexidade de um mundo carente de inteligibilidade sobre suas próprias questões...