"Já que o mundo se encaminha para um delirante estado de coisas, devemos nos encaminhar para um ponto de vista delirante. Mais vale perecer pelos extremos do que pelas extremidades" Jean Baudrillard

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Um post como este não precisa mais título, nem imagem, nem nada mais:

Uma ciência social sem diálogo é a mais pusilânime de todas as práticas sociais...

Um comentário:

Leonardo da Hora Pereira disse...

Isso é verdade.
Mas o diálogo, tal qual o movimento era pra uma física assentada sobre o princípio da inércia como aquela de Hobbes, é "causa sui". Ele só vai existir a partir do momento que começarmos a dialogar. Não dá pra aprender a nadar sem entrar na água. E aqueles que vão entrar primeiro, serão achincalhados pela crítica. No entanto, há uma chance destes pioneiros serem reconhecidos enquanto tais no futuro. "Ó vida futura, nós te criaremos!" - não que apenas o otimismo da vontade seja causa suficiente, mas necessária, ah isso ela é sim!


Complexidade de um mundo carente de inteligibilidade sobre suas próprias questões...