"Já que o mundo se encaminha para um delirante estado de coisas, devemos nos encaminhar para um ponto de vista delirante. Mais vale perecer pelos extremos do que pelas extremidades" Jean Baudrillard

domingo, 12 de junho de 2011

Carlos Moore: O Marxismo em Cuba e a questão racial.

Um comentário:

Michel Barboza disse...

muito interessante a conversa com o Carlos Moore, no entanto a entrevista está incompleta.
O nosso Milton Santos como intelectual, cientista e negro aponta para as dificuldades de 'ser negro' no Brasil e da necessidade de tomada de consciencia desse absimo ainda forte na realidade brasileira e mundial.
Muito bom as outras discussôes do Moore no proprio youtube.com
`
A bientôt


Complexidade de um mundo carente de inteligibilidade sobre suas próprias questões...